Goiás Solar supera 500 projetos para instalação de placas fotovoltaicas

Um dos programas de destaque do Goiás na Frente que estão sendo implementados pelo Governo do Estado, o Goiás Solar, que é gerido pela Secretaria Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), já apresenta resultados expressivos.

O programa foi lançado em fevereiro de 2017 e desde então já foram viabilizados, por meio dele, mais de 500 projetos de instalação de placas solares fotovoltaicas em residências, comércios, propriedades rurais, órgãos públicos e indústrias em todo o Estado.

O titular da Secima, Hwaskar Fagundes, destaca que a finalidade do programa é capilarizar a geração de energia solar fotovoltaica para todas as regiões de Goiás, por meio do fomento da geração e do uso de energia limpa em áreas urbanas e rurais.

De acordo com ele, o aumento da participação da energia solar fotovoltaica na matriz elétrica do Estado traz maior segurança energética e diversificação no atendimento à população e às empresas da região. “Isso contribui para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e para que o Estado de Goiás cresça ainda mais”, afirmou.

Desde a implementação do programa, a potência gerada de energia solar fotovoltaica aumentou de 450 kW para quase 10 mil kW, e Goiás subiu da 19ª colocação no ranking dos estados para o 9º lugar.

Para a superintendente de Energia, Telecomunicações e Infraestrutura Danúsia Arantes, o crescimento se deve ao trabalho a partir dos pontos estratégicos do Programa Goiás Solar. “O setor energético carecia de políticas públicas que atuassem nos campos da tributação, do financiamento, da desburocratização, do desenvolvimento da cadeia produtiva, da educação e da comunicação”, disse.

A superintendente afirma que o Programa Goiás Solar cumpre com seu objetivo, ao propor alianças estratégicas entre o Estado, universidades, governos municipais, empresas, instituições financeiras e sociedade civil organizada. “Nós contamos hoje com 130 parceiros. Juntos, nós trabalhamos pela desburocratização e implementação de iniciativas que corroboram com o desenvolvimento da geração e transmissão de energia solarem Goiás”, afirmou.

Casa Solar

Junto à implementação do Programa Goiás Solar, a Agência Goiana de Habitação (Agehab), jurisdicionada da Secima, lançou o Projeto Casa Solar. A partir do projeto, as casas de interesse social recebem a instalação de placas solares fotovoltaicas e lâmpadas LED.

Conforme os estudos feitos pela Agehab, além da economia que o morador tem em sua conta de energia pela instalação fotovoltaica, as LEDs auxiliam na redução do consumo médio, que cai de 145,0 kWh mensais para cerca de 21,9 kWh mensais por moradia, reduzindo a conta de energia em, aproximadamente, 70%. Ambientalmente, essa economia energética equivale evitar a emissão de 73,53 kg CO2 anuais por habitação na atmosfera.

Até o final deste ano, estima-se que sejam entregues quase mil unidades habitacionais de interesse social com o sistema fotovoltaico instalado. Os municípios já contemplados são Pirenópolis, Alto Paraíso de Goiás, Palmeiras de Goiás, Caçu.

 Fonte: www.goias.gov.br

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás
Comunicação Setorial da Secima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *